Como definir as prioridades para dar um upgrade na gestão da autoescola

A pressa tem sido uma inimiga de quem gerencia um negócio. Há uma busca desenfreada por crescer “mil anos em dez”, quando, na verdade, tudo o que se precisa é ter uma gestão ágil e eficiente para seguir o que é planejado, mas também para “dobrar uma esquina” e seguir outro caminho, com outras ações. Assim é também nas autoescolas que, diante da concorrência, precisam dar uma “upgrade” na gestão para buscar justamente uma maior eficiência. O caminho para isso passa por definir o que é prioridade.

Como classificar o que é prioridade na gestão de uma autoescola

A prioridade pode ser definida em alta, média e baixa. 

  • Alta: aquilo que é mais imediato, urgente.
  • Média: aquilo que pode esperar, mas deve ser feito o quanto antes.
  • Baixa: aquilo que deve ser feito, mas pode ficar em segundo plano.

Para isso, pode-se considerar os seguintes aspectos:

  • O que é essencial para o negócio
  • O que pode ser realizado em um prazo menor de tempo
  • O que tem menor complexidade para ser realizado

É essencial para gestão de uma autoescola

A maneira mais rápida de identificar uma prioridade na gestão da autoescola é saber aquilo que é essencial para o negócio. Ou seja, foco naquilo que influencia diretamente no resultado financeiro mensal. É um modo, por exemplo, de eleger o investimento mais relevante para o momento. 

No caso da autoescola, o que é mais essencial: priorizar a compra de um novo carro para aumentar a grade de aulas práticas ou reforçar toda a sede do negócio? As duas são importantes, mas certamente oferecer mais horários influenciará diretamente no faturamento. 

Uma dica nesse caso é ampliar o conhecimento a respeito do negócio e do próprio mercado. Isso ajuda a dar uma visão mais completa e atualizada sobre os resultados que estão obtidos e as oportunidades que podem ser exploradas e que, eventualmente, ainda não estejam sendo aproveitadas.

Pode ser realizado em um prazo menor de tempo

Outro ponto a conferir na definição da prioridade é o tempo necessário para a execução de uma tarefa, por exemplo. Faz sentido considerar uma prioridade aquilo que pode levar meses e até anos? A resposta é não. Por isso, caso a lista de demandas seja extensa, uma boa estratégia, é eleger as de curto prazo e já “tirar da frente” para focar nas que levaram mais tempo – médio e longo prazo. 

Escolher o que é de longo prazo como prioridade pode “empacar” em vez de dar o upgrade desejado na gestão da autoescola. Fica-se muito tempo envolvido com algo que consome tempo e recursos sem um resultado imediato, diferente das ações de conclusão mais rápida, com impacto direto na gestão.

O que tem menor complexidade para ser realizado

Por fim, deve-se avaliar o grau de complexidade para definir uma tarefa como prioridade na gestão da autoescola. A complexidade tem relação direta com o objetivo que se deseja alcançar e tudo o que é necessário para isso. A dificuldade, nesse caso, é que pode incluir ações e tarefas que fujam do controle do gestor. Dependem de muitos fornecedores, processos, licenças, por exemplo.

Por isso, optar pelo que é mais simples de resolver merece atenção especial e um bom indicador da agilidade que o negócio precisa alcançar. 

Importante: não é o caso de abandonar o que é mais complexo, mas sim de dar outro tratamento para dar conta. Isso exige um plano de ação com mais etapas, mais tempo e certamente com o envolvimento de mais pessoas. Diferente de “atacar” o que é prioridade, que também exige planejamento, mas pode ser resolvido de modo mais prático pelo foco mais concentrado dos envolvidos.

Compartilhe conosco: O que é a prioridade na gestão da sua autoescola?

25 erros de atendimento que afetam a prospecção de alunos na autoescola

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *